Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Crowdfunding: apoio para pequenos projetos via web

 
 

Sabe aquela ideia de juntar os amigos para arrecadar recursos e botar os projetos em prática? Pois é, os tempos já não são mais os mesmos e, atualmente, a internet se tornou uma grande aliada não só na disseminação de conteúdo, como também na viabilização de boas ideias. Um exemplo são os sites de financiamento coletivo que facilitam o processo de captação de recursos e são cada vez mais comuns no Brasil, chamando a atenção inclusive de apoiadores estrangeiros. 
 
O chamado crowdfunding - termo em inglês que 'ao pé da letra' significa uma espécie de junção entre multidão e financiamento -, tem como objetivo ajudar a financiar iniciativas diversas. O sistema funciona assim: um idealizador cadastra seu projeto num site de financiamento coletivo, define seus objetivos e a forma de utilização do dinheiro. Os potenciais financiadores que se interessarem pela iniciativa doam quantias em dinheiro, recebendo pela doação recompensas não financeiras, como satisfação por apoiar uma causa em que acreditam.
 
Com boas ideias e projetos bem embasados, é possível obter recursos. Nesta entrevista, Leandro Souza, do Portal Causa Coletiva – plataforma de apoio a projetos socioambientais -, esclarece um pouco sobre esse conceito e mostra os caminhos para conseguir viabilizar interesses.
 
 
Rede Mobilizadores - O que é crowdfunding? Quando ele surgiu e em que contexto?
 
R.: Crowdfunding é arrecadação de fundos para um determinado projeto de interesse coletivo. Um grande número de pessoas (crowd) ajuda com pequenas quantias de recursos (funding). O termo é utilizado para descrever ações na internet com o propósito de arrecadar dinheiro para artistas, reportagens jornalísticas cidadãs, start ups de pequenos negócios, campanhas políticas (Obama em 2008), elaboração de softwares livres, filantropia para regiões atingidas por desastres, etc. 
 
Não se sabe precisamente quando o advento do crowdfunding surgiu, mas para a construção da Estátua da Liberdade já foi utilizada tal ferramenta - com os recursos físicos disponíveis na época. As pessoas que contribuíam, recebiam como recompensa uma miniatura da estátua. O concerto Live Aid também teve o mesmo princípio, assim como os programas brasileiros Teleton e Criança Esperança.
 
Rede Mobilizadores - Esta prática vem crescendo no Brasil? Há iniciativas bem sucedidas? Pode citar exemplos?
 
R.: A prática cresce exponencialmente no Brasil e no mundo a cada ano, desde quando começou a ser mensurada. Em 2011, foram movimentados mundialmente pelos crowdfundings cerca de US$ 1,5 bilhão. Em 2012, a quantia chegou perto dos US$ 2,7 bilhões e, em 2013, a perspectiva é que a movimentação de dinheiro ultrapasse a casa de US$ 5,1 bilhões. Não temos os valores de arrecadação somente para o Brasil, pois tais números foram publicados pelo Financial Times.
 
As iniciativas brasileiras bem sucedidas somam mais de uma centena de projetos. Isso pode ser visto nos crowdfundings existentes como a Rede Fibing, Mobilize/Lets.bt, Soul Social, itsNoon, Sibite, Impulso, Benfeitoria, Catarse, EmVista.me, Juntos.com.vc, Queremos, Social Good Brasil, etc.
 
Rede Mobilizadores - O que é o projeto Causa Coletiva e qual seu objetivo?
 
R.: O portal busca trazer, para um único local, desejos, projetos e ferramentas que fomentem oportunidades, educação e disseminação de inovações orientadas à sustentabilidade.
 
Como objetivo, aspiramos ser um canal de divulgação e apoio financeiro a projetos socioambientais; incentivar o empreendedorismo e a inovação orientados para a sustentabilidade; ser um repositório de ideias e projetos socioambientais; engajar as pessoas em causas de grande impacto local (seguindo o adágio "Pensar globalmente e agir localmente").
 
Rede Mobilizadores - Como e quando nasceu a ideia do projeto?
 
R.: O Causa Coletiva nasceu a partir da constatação (através da atuação de seus fundadores em grupos de trabalho paulistas na área socioambiental, como a Rede Nossa São Paulo, Fórum Suprapartidário por uma São Paulo Saudável e Sustentável, Agenda 21 e CADES) de que há uma oferta grande e uma demanda crescente por de projetos socioambientais. Ou seja, de um lado temos quem executa e, de outro, pessoas e empresas querendo investir em projetos de cunho socioambiental. O Causa Coletiva é a ponte.
 
Rede Mobilizadores - Que tipos de projetos podem ser divulgados no Causa Coletiva? Quais são os requisitos?
 
R.: Para serem divulgados no Causa Coletiva os projetos precisam ser exclusivamente socioambientais.
 
Rede Mobilizadores - O Causa Coletiva tem alguma responsabilidade sobre o resultado dos projetos? Até onde vai essa parceria?
 
R.: O Causa Coletiva se responsabiliza pela codivulgação do projeto e pelo recebimento lastreado dos recursos. A parceria se inicia a partir do interesse de alguém inscrever um projeto em nossa plataforma. Identificada tal procura, cuidamos para que o programa/projeto seja padronizado nos moldes de um crowdfunding e o lançamos no Causa Coletiva quando o idealizador também se sente confiante para divulgar em sua própria rede de contatos.
 
Rede Mobilizadores - Existe uma média de tempo para os projetos conquistarem a verba necessária? Como isso funciona?
 
R.: O tempo no Causa Coletiva varia de 45 a 90 dias. O idealizador de um projeto indica qual o tempo que acha necessário para arrecadar fundos para a sua campanha e, quando o programa é lançado, a contagem regressiva levará em consideração o tempo estimado pelo idealizador. Se, ao final do prazo, o projeto obtiver 100% de arrecadação para o valor solicitado, o Causa Coletiva transfere a quantia arrecadada. Se ao término do prazo não obtivermos 100% do valor pleiteado, o dinheiro é devolvido para os doadores.
 
Rede Mobilizadores - Como o Causa Coletiva é remunerado?
 
R.: O projeto só paga para o Causa Coletiva se ele atingir 100% ou mais do valor solicitado. Os valores debitados do projeto são: 88,76% vão direto para o dono do projeto; 5,62% são para o sistema de pagamento PayPal; 0,62% referente a impostos públicos; e 5%, para os serviços e investimentos do Causa Coletiva.
 
Rede Mobilizadores - Quem são os doadores? Como eles podem acompanhar o andamento do projeto que ajudaram a financiar?
 
R.: Os doadores são pessoas físicas e podem ser jurídicas também. Para acompanhar o andamento do projeto, o doador pode entrar em nosso site e ver a evolução das contribuições. Tratando-se de êxito na arrecadação são disponibilizados todos os contatos do elaborador do programa e abrimos uma janela em nosso site para quem quiser acompanhar a execução do projeto via Causa Coletiva.
 
Rede Mobilizadores - Quantos projetos até hoje já conseguiram ser implementados através do Causa Coletiva? Existem projetos mais populares?
 
R.: O Causa Coletiva foi lançado em maio de 2013 e atualmente existe um projeto perto dos 100% do valor solicitado. Estamos com boa divulgação, mas na hora de contribuir as pessoas não exercem a transação. 
 
Os projetos estão aparecendo com o tempo. Já estamos ajudando a subir no Causa Coletiva projetos de hortas comunitárias, coleta de óleo usado de cozinha, livro infantil e parcerias com universidades.
 
Rede Mobilizadores - Que dicas daria para quem pensa em financiar um projeto através de crowdfunding?
 
R.: Antes de um projeto ser lançado em crowdfunding, é necessário refletir sobre:
 
1) Qual o benefício local do projeto e quais pessoas serão atingidas e atendidas?
2) Quais amigos têm o mesmo sonho de ver este projeto realizado/viabilizado?
3) Para quais atividades eu precisarei do dinheiro?
4) Qual o tamanho da minha rede de contatos?
5) Quanto precisarei arrecadar?
6) Quanto tempo precisarei para arrecadar os recursos e implementar o projeto?
7) O que colocarei no vídeo de divulgação e quem poderá me auxiliar na edição e captação de imagens?
8) Quais recompensas oferecerei?
 
 
---------------------------------
Entrevista para o Eixo de Participação, Direitos e Cidadania
Concedida à: Flávia Machado
Editada por: Eliane Araujo.

Fonte:

Autor:

http://www.mobilizadores.org.br/coep/Publico/consultarConteudoGrupo.aspx?TP=V&CODIGO=C201311517186775&GRUPO_ID=14

 --

 Flavia Loureiro - Núcleo dos Amigos do Brooklin
"INFORMAÇÃO" Direito e Dever de tod@s Art.5ºXIV,CRFB/Cap.40 Agenda 21


"Informação causa mudanças" Flavia Loureiro
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário