Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

PALAVRAS DA CONSELHEIRA



 
ÍNDIO NÃO QUER TERRA

há que se ter amplo discernimento sobre o conceito de "donos da Terra". Seguir essa linha de raciocínio é alimentar um estado de controvérsia permanente. A Terra pertence a Todos; esse é o princípio macro que precisa ser estabelecido para que a Comunidade da Vida se restabeleça harmonicamente. O índio não quer a destruição da Terra, o que não deve ser confundido com ele querer que lhe reconheçam a propriedade da Terra. O humano índio não tem esse conceito de propriedade mesquinho, individual e egoista que o humano civilizado tem. É necessário olhar para a Terra com a mesma visão que os silvícolas tem da Terra. Um humano não civilizado exercita um viver, uma existência, em estado permanente de equilibrio e sustentabilidade com o macro cósmico, isso significa algo assim, no mínimo sem cercas. O humano na condição de silvícola, luta para proteger a Terra porque já percebeu há muito tempo que quando o homem civilizado chega a destruição do equilíbrio e da sustentabilidade chegam junto. Está na hora de compreendermos essa sutíl mas homérica diferença entre índio defender Terra e índio querer Terra. Índio é o ser original da nossa espécie; preservá-lo é conservar o referencial necessário para que posamos encontrar o caminho da sobrevivência num futuro de auto destruição para o qual podemos estar nos dirigindo nesse momento. Índio quer preservar o solo, a água, o ar, o verde, e os demais bichos da destruição que o humano civilizado causa com seus assentamentos desproporcionais em dimensões e biodiversidade. E isso que acabo de dizer não tem nada de inédito, espetacular ou subversivo; qualquer kid mediano de escola primaria na periferia pobre de qualquer cidade sabe dizer algo semelhante com suas palavras.

Regina Chaves
Instrutora Ambiental CEU Inácio Monteiro
CADES/Tiradentes-SP/Brasil



"Saudações Verdes; no Meio Ambiente estamos por inteiro!"
rgchaves

  #Digitalradiotv  WhatsApp (11) 97291-4716

Nenhum comentário:

Postar um comentário