Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Alunos de São Carlos projetam carrinhos para catadores de recicláveis


Protótipo vencedor – Foto: Gabriela Bidin / Assessoria de Comunicação da EESC.


Atividade foi desenvolvida durante disciplina do curso de Engenharia de Produção

No início de agosto, os estudantes do curso de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP receberam um pedido muito especial de um "cliente" da cidade: projetar um carrinho para ser utilizado por catadores de material reciclável. A encomenda foi feita por membros do Rotary Club de São Carlos – Clima aos professores Daniel Capaldo Amaral e Janaina Mascarenhas Hornos da Costa, que ministram a disciplina Processo de Desenvolvimento de Produtos.

Os oito projetos foram apresentados no dia 9 de dezembro à comunidade são-carlense e aos associados do Rotary. Um deles foi escolhido como mais adequado ao desafio proposto pela disciplina: o da equipe Coletores de Ideias. "Essa é uma forma de motivação ao aprendizado dos alunos, pois houve oportunidade dos projetos saírem do papel, não era apenas um trabalho a ser entregue para ficar na gaveta do professor", ressalta Amaral.

Desde 2014, com a reforma curricular dos cursos de engenharia da EESC, muitas aulas buscam aliar teoria e prática a partir de problemas reais trazidos por organizações e reúnem um grupo de docentes, segundo o professor. "Em São Carlos, há uma grande comunidade de coletores de recicláveis autônomos, ou seja, que não trabalham em cooperativas e, por isso, não têm um instrumento de trabalho adequado. Preocupado com essa situação, o Rotary nos procurou para projetar um carrinho que pudesse ser construído por voluntários", conta Amaral.


Por Hérika Dias - Editorias: Extensão, Universidade