Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Atualização do Windows gera problemas em PCs com processadores da AMD


Na semana passada, a descoberta de duas graves falhas de segurança em processadores produzidos nos últimos 20 anos deixou o mercado da tecnologia em alerta. Agora, até mesmo um patch de correção tem deixado usuários preocupados.

A Microsoft liberou uma atualização de segurança do Windows feita para mitigar os problemas das falhas Meltdown (que afeta processadores da Intel) e Spectre (que afeta qualquer processador). Só que alguns usuários tiveram problemas com esse update.

Mais precisamente, alguns usuários de PCs com processador da AMD disseram que, após a instalação do último patch de segurança da Microsoft, o computador não passa mais da tela inicial de boas-vindas do Windows e não completa o boot do sistema.

Ao The Verge, um porta-voz da Microsoft confirmou o problema e disse que a empresa vai interromper a distribuição do último update para PCs com chips da AMD até que o bug seja resolvido. A Microsoft, porém, culpou a AMD pelo caso.

O problema parece estar na documentação fornecida pela fabricante à Microsoft, supostamente em desacordo com os dados exigidos pela empresa para o desenvolvimento de um patch de segurança contra as falhas Spectre e Meltdown.

Em nota encaminhada ao Olhar Digital, a AMD disse que "está ciente de um problema com alguns processadores de geração mais antiga após a instalação de uma atualização de segurança da Microsoft que foi publicada no fim de semana". A empresa também disse que está trabalhando com a Microsoft para resolver o problema e espera que um novo update "comece a ser distribuído novamente para estes impactados em breve".


LUCAS CARVALHO