Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Idosa adota neto do nazista que matou seus pais


Foto: Roberto Schwab

Uma idosa sobrevivente do Holocausto está praticando o - muitas vezes difícil - exercício do perdão.

Ela adotou o neto do comandante nazista, que há 70 anos assassinou os pais dela e a submeteu a experimentos médicos para doenças em Auschwitz, o campo de concentração que hoje fica na Polônia, mas na época era considerado parte da Alemanha nazista.

Eva Mozes Kor (fofo acima) e sua família judaica, nascida na Romênia, foram enviados para Auschwitz quando ela tinha 10 anos.

Ela e sua irmã gêmea Miriam sobreviveram apesar de terríveis experiências médicas, que sofreram nas mãos do Dr. Mengele, conhecido como o 'Anjo da Morte'.

Hoje com 80 anos, Eva encontrou compaixão para perdoar seus algozes nazistas e adotou extra-oficialmente o neto de um comandante SS, Rudolf Hoess, Rainer Hoess.

Rudolf Hoes, foi quem supervisionou 1,1 milhão de mortes humanas em Auschwitz e foi enforcado por seus crimes em 1947.

Depois de adulto, seu neto, Rainer Hoess, de 49 anos (foto acima), rejeitou a família por causa das atrocidades cometidas pelo avô.
Rainer mandou um e-mail para Eva contando que ele tinha cortado todos os laços com a sua própria família e pedindo para ser adotado como neto de Eva

Depois de conhecer o ativista ela concordou.
"Eu tenho orgulho de ser sua avó". "Eu admiro e o amo. Ele tinha a necessidade de amor de uma família que nunca teve", disse.

E acrescentou: "As pessoas de diferentes lugares do mundo, que chamam uns aos outros de avó e neto, podem ter um sinal de esperança."

Hoje o neto do carrasco nazista combate o racismo, o nazismo, o antissemitismo, enfim... muitos "ismos".

Com informações do DailyMail
Matéria sugerida por Karen Gekker
#Digitalradiotv

Nenhum comentário:

Postar um comentário