Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Protagonismo infantil facilita a vida de deficientes visuais

pesquisadores-criam-dispositivo-que-permite-cegos-congenitos-transformarem-som-em-visao

A criança não precisa esperar ficar adulta para começar a fazer coisas importantes. Tem criança que desde pequena já abraça uma causa e vai atrás de um jeito para resolver as coisas relacionadas ao seu tema de interesse. O pequeno Alejandro Cuan Tichauer, de oito anos, é um belo exemplo de criança que faz a diferença. Após assistir a uma palestra sobre deficiência visual, Alejandro teve uma ideia nobre: ajudar as pessoas que não podem enxergar.

Empolgado, pediu que a mãe comprasse a máquina de escrever em braile para que pudesse doá-la para a Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual (Laramara). Infelizmente, nem tudo eram flores, e o Alejandro logo descobriu que tudo seria um pouco mais difícil: sua mãe explicou que poderia demorar um tempo para juntar o dinheiro.

Esse menino determinado não desistiu e resolveu então criar uma campanha para arrecadar dinheiro. Foi atrás de familiares, vizinhos e professores, somando 160 contribuições, num total de R$ 5. 010,00. Com esse dinheiro, ele conseguiu ir além e comprou duas máquinas e 25 bengalas. "Ajudar as pessoas me deixa feliz. Saber que a vida dos deficientes é melhor e fui eu que ajudei me faz muito feliz", diz Alejandro.

E não para por aí; Alejandro tem planos de ajudar outra instituição. Cuidar é uma missão que quer levar pra vida. Futuramente, ele pretende ser médico pediatra. E, para inspirar você, Alejandro deixou uma mensagem:

"Queria que todos pudessem ajudar, não é difícil, basta ter vontade e começar".

 

 Louis Braille

Apesar da pouca idade, crianças e adolescentes em todo mundo tiveram iniciativas que mudaram a vida de muitas pessoas. O próprio braile, sistema de leitura com o tato para cegos, foi criado pelo francês Louis Braille, quando ele tinha apenas 15 anos.

Aos 3 anos, Louis sofreu um acidente na oficina de seu pai e furou um de seus olhos. Ele teve uma infecção que passou para o outro olho. Aos 5 anos, estava totalmente cego. Aos 12 anos, ele conheceu um sistema de escrita para leitura no escuro desenvolvido por um capitão da marinha francesa. Braille decidiu aprimorar o sistema.

O jovem trabalhou por três anos no projeto e, em 1824, quando tinha 15 anos, ele apresentou a invenção a seu mentor no instituto, que encorajou os outros alunos a utilizá-lo. Hoje, o sistema é utilizado em todo mundo. Viu que bacana? A criança pode sim fazer diferença, basta querer!



Por: Agência Jovem de Notícias

  http://facebook.com/digitalradiotv


Nenhum comentário:

Postar um comentário