Webradio "ao vivo"

Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.



Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).






PANAS: Exposição Urbana sobre migração no Brasil movimenta nove capitais do Brasil no dia 18

imagem: arquivo / reprodução

Imagens clicadas por 19 fotógrafos, profissionais e amadores, de todo o Brasil, irão estampar projeções nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Manaus, Recife e São Paulo de maneira simultânea, às 19h, no próximo dia 18 de dezembro, quando se comemora o Dia Internacional dos Migrantes.

As 46 fotografias que compõem a mostra foram selecionadas por chamada pública realizada pela Cáritas Brasileira em parceria com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), no mês de novembro.

O intuito da PANAS – Exposição Urbana sobre Migração no Brasil é contar histórias por imagens e sensibilizar a população sobre a questão migratória, o acolhimento e a integração dos venezuelanos e demais migrantes no Brasil.

"O aspecto sociocultural muitas vezes é deixado em segundo plano, mas merece especial atenção na integração das pessoas que chegam em um novo país. Com essa ação, queremos mostrar a diversidade da migração e os benefícios que ela traz tanto para migrantes quanto para as comunidades de acolhida, quando bem gerida", disse o chefe de missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux.

O formato em larga escala da exposição permitirá ao público apreciar as imagens a distância, sem causar aglomerações neste período de pandemia da COVID-19. Elas poderão ser avistadas por quem estiver de passagem nos grandes centros urbanos, como pela rua da Consolação em São Paulo ou na rodoviária de Brasília. Refugiados e migrantes venezuelanos que pernoitam na rodoviária de Manaus também poderão apreciar de perto a projeção na capital do Amazonas.

"Esta ação é uma forma de mostrar à sociedade que migrantes e refugiados têm rostos, histórias e buscam, em nossas cidades, oportunidades de reconstruir suas vidas, distantes das situações de violação de direitos humanos, de crise econômica, de fome etc. É preciso tirar essas pessoas da invisibilidade e dar espaço para que elas possam ter vez e voz e ajudar a promoção de um mundo mais justo, solidário e fraterno", explicou o assessor nacional da Cáritas Brasileira, Wagner Cesário.

Além de serem projetadas, as imagens ganharão uma galeria virtual no site da OIM Brasil. Na página, os visitantes poderão rever todas as fotografias com suas legendas e conhecer um pouco mais sobre quem fez os retratos. Cards com depoimentos dos selecionados também circulam pelas redes sociais da Cáritas e da OIM desde antes do lançamento da exposição.

A iniciativa que acontece em 18 de dezembro é continuidade de ação realizada em 27 de setembro, Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, pela Cáritas Brasileira, no âmbito do Projeto Europana, que tem apoio da Cáritas Suíça e da União Europeia.

Neste segundo ciclo de projeções, a OIM se junta à Cáritas com o apoio financeiro do Escritório de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América.

O Europana

O Europana é uma iniciativa que tem como objetivo dar suporte às pessoas refugiadas e migrantes que estão em situação de vulnerabilidade social, em especial, à população venezuelana no Brasil e em outros cinco países da América Latina. O programa é financiado pela União Europeia, fruto do consórcio liderado pela Cáritas Luxemburgo, compartilhado com a Cáritas Alemã, além da Cáritas Suíça e com as partes executoras nos países, como a Cáritas Brasileira.

Pana é uma palavra de origem venezuelana, que significa amigo.

A expressão é muito utilizada por migrantes desse país, especialmente, pelos indígenas da etnia Warao.

Serviço:

PANAS – Exposição Urbana sobre Migração no Brasil

18 de dezembro, às 19h (horário local)

    Belém: Av. Serzedelo Corrêa, 15 – Nazaré
    Belo Horizonte: Rua São João Evangelista, 510, Santo Antônio
    Boa Vista:  Parque Anauá - Av. Brg. Eduardo Gomes - Aeroporto
    Brasília: Rodoviária central, Plano Piloto
    Curitiba: Rua Brigadeiro Franco, esquina com a rua Dr. Carlos de Carvalho
    Florianópolis: Rua Vitor Meirelles, 198
    Manaus: Rodoviária (muro do viaduto)
    Recife: Rua Sebastião Alves, 201, bairro de Parnamirim
    São Paulo: Rua da Consolação, 753


Fonte: Exposição virtual: brazil.iom.int/panas2020

Para que a Digital possa continuar auxiliando as pessoas, clique e faça uma doação para ser aplicada em nosso trabalho social
https://www.kickante.com.br/campanhas/ajude-digital-continuar-ajudando

Notícia com apoio cultural de    http://qsaudavel.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário