Informamos a todos, que as postagens inseridas neste blog, são de autoria de seus respectivos produtores, e,
cabe a cada um deles a responsabilidade pela autoria dos itens, bem como o teor de seu conteúdo.

Como veículo de divulgação de informação, temos a responsabilidade de divulgar os itens,
tal qual o que é remetido à nossa assessoria de imprensa.


WhatsApp 11 972914716

Qualquer contato conosco deverá ser efetuado através do "Formulário de Contato", disponível no final desta página (rodapé).

Reflexão



Detentos escrevem cartas aconselhando as suas “Versões mais Jovens”

Autor: Keylla H.S.S.

Fazer o quê, algumas pessoas não aprendem da maneira mais fácil, resolvem sempre trilhar aquele caminho mais difícil, com mais obstáculos, seja pela emoção e aventura que a própria ilegalidade proporciona, seja pela incapacidade de se desvencilhar de valores morais que convivem junto ao seio da família em que vivem. E esse caminho, que resulta no enclausuramento, não tarda ao levar à infelicidade e ao arrependimento, proporcionando uma nova maneira de ver as coisas para a pessoa que o trilha, uma outra faceta da realidade que geralmente mal conhecemos e prontamente ignoramos, seja por comodidade ou por ser um problema tão longe da gente. Mas o problema está sempre presente para nos assombrar. E aqui está uma diferente reação a ele.

O fotógrafo Trent Bell, no início de 2013, ficou chocado ao descobrir que um amigo – educado, casado e pai de cinco filhos – havia sido sentenciado a nada menos que trinta e seis anos de prisão.  Nos meses seguintes, Bell se viu não só atormentado pelas más escolhas do amigo e seus resultados, mas também pelos erros que ele mesmo estava propenso a cometer por viradas infortúnias do destino. Inspirado, decidiu desenvolver um projeto (AQUI) que se baseou em um ensaio fotográfico com 12 presidiários da cidade de Maine, nos Estados Unidos,  pedindo-os para escreverem uma carta para suas versões mais jovens. Os conselhos são múltiplos e todos muito valiosos, não se tratando apenas de lições específicas mas de palavras de grande sabedoria adquirida com muito custo. Bell ainda comenta: “As nossas más opções podem conter perda, remorso e arrependimento, mas o lado positivo dessas escolhas pode ser enorme se conseguirmos enfrentar esses sentimentos, se conseguirmos aprender com eles e ter força para partilhar.” Eis aqui alguns fragmentos interessantes retirados das respectivas cartas:

Bob

“A gente deixa que a bebida e as drogas acabem com nossos sonhos e com o futuro que temos pela frente.”

“Você não foi inteligente o suficiente para apreciar todas as coisas boas que tinha na vida até ser tarde demais.”

Jamie

“Sair da escola pensando que sabíamos tudo foi realmente um grande erro. Pessoas que se disseram amigas eram apenas influências. Nós permitimos que eles entrassem em nossa cabeça.”

“A vida está longe de acabar, Jamie. Os erros que cometemos no passado são os erros com que aprendemos.”

 

Wesley

“Quando achamos que podemos nos virar sozinhos, é aí que falhamos.”

“Eu acredito em você, tantas outras pessoas também acreditam, então você só precisa acreditar em si mesmo.”

 

Brandon

“Você chegou aqui por tentar ser uma pessoa que você não é. Apenas saiba que as pessoas vão sempre testá-lo, e não importa o que você pense, somente um homem de verdade consegue seguir adiante.”

“Não tenha medo de amar, e quando o fizer, ame por inteiro. Ser jovem não é desculpa, se você ama alguém, prove. Faça as coisas certas de modo que você não olhe para trás e pense que deveria ter feito melhor, ou feito mais.”

Peter

“Algumas das coisas que você vai fazer são boas, e outras são realmente idiotas. Se você pensa que talvez algo seja uma má ideia, acredite! Não o faça.”

“Você receberá muitos sinais do que deve fazer. Mantenha seus olhos bem abertos e preste atenção.”

 

Kahlil

“Ache maneiras de se inspirar sem sacrificar a sua integridade e o seu valor.”

“A melhor atitude é a gratidão – pratique-a em todos os momentos, em qualquer ambiente e a cada respiração – tal atitude irá protegê-lo e guiá-lo.”

 

Robert

“Quando você tenta ser diferente para ser aceito em um grupo, você perderá mais e mais da sua verdadeira identidade. Sempre reconheça que você tem que ser, acima de tudo, um amigo para si próprio.”

“Seja rápido em sorrir, devagar para sentir raiva, e trate todas as pessoas com o respeito que elas merecem.”

William

“Eu passei a maior parte da minha vida atrás das grades e você vale muito mais do que isso.”

“Eu escolhi o caminho errado. Sempre existe outra escolha e você deve encontrá-la.”

Ben

“Faça um favor a si mesmo, escute aqueles que te amam, pegue a sabedoria e entendimento deles. Eles querem te salvar.”

“Você machucou muitas pessoas pelo seu caminho.”

Jack

“Evite a loucura porque você é bom o suficiente para viver os seus sonhos e não apenas sonhar com eles enquanto dorme.”

“Em relação a aqueles que se diziam seus amigos, você não irá se impressionar ao descobrir que eles não valem a pena.”

Detentos que resolveram não se identificar:

“Nunca subestime o tempo quando você sabe que pode perdê-lo completamente.”

“Nunca deixe a pessoa que você realmente é se perder, porque talvez seja tarde demais quando você consiga se encontrar novamente.”

“Você precisa estar disposto a perdoar aqueles que pedem ou merecem perdão, para só então perdoar a si mesmo.”

“Não existe um relacionamento perfeito, pois todos somos perfeitamente imperfeitos. Amor e ódio não combinam, então não machuque as pessoas com que se importa.”

Fonte
 

Descrição do Autor: 17 anos, de Salvador. Acha que os livros deveriam ser de verdade e a vida de mentira. Queria saber fazer poesia.

Revisado por Carlos Cavalcanti

DIVULGAÇÃO